Saiba como funciona e como cuidar do disco rígido do seu PC

O HD (hard drive ou disco rígido) é uma peça importantíssima do computador. Praticamente todos os computadores domésticos o têm. Nele deixamos o registro digital de nossas vidas — seja através de textos, trabalhos, planilhas, fotos, vídeos e outras mídias que guardam parte de nossa memória.

A coluna de hoje tem por objetivo apresentar este equipamento para aqueles que ainda não o conhecem e também mostrar alguns programas interessantes que servem para mantê-lo “saudável”.

Um HD aberto, onde podem ser vistos os discos de leitura e gravação. (Foto: Reprodução )

O disco rígido ganha este nome porque internamente possui diversos discos de metal magnéticos – o disco é fisicamente marcado com trilhas e setores magnéticos, onde as informações são gravadas. A formatação física — realizada na fábrica — cria no disco trilhas e setores, enquanto a formatação lógica é a que realizamos para instalar o sistema operacional ou criar um novo disco para nossos arquivos.

Tipos

A grande maioria dos novos computadores vem com discos rígidos Sata (Serial Advanced Technology Attachment), que substituíram fortemente no mercado as conexões IDE (Integrated Drive Eletronics). A tecnologia Sata é mais rápida que sua antecessora.

As primeiras placas com conexão Sata possuíam também a conexão para cabos IDE, muito usados nas unidades de CD. Entretanto, as placas modernas não dispõem mais da conexão IDE, somente tem conectores Sata. É importante conhecer o tipo de conexão existem no seu computador para saber qual HD comprar.

Foto: Reprodução
Conectores IDE e Sata. Saber identificá-los ajuda na hora do upgrade. (Foto: Reprodução )

Capacidade de armazenamento

Hoje comumente as pessoas têm discos rígidos de 200 GB ou superiores. Essa capacidade é considerada mais que suficiente para muitos usuários, que não necessitam de grande espaço de disco.

Uma questão que gera muitas dúvidas é a compra, por exemplo, de um HD de 160 GB que apresenta capacidade menor na hora em que o usuário acessa as propriedades do disco. Isso acontece por um motivo simples: os fabricantes, ao anunciarem a capacidade de seus discos , consideram 1 gigabyte com sendo igual a 1 mil megabytes, assim como consideram 1 megabyte com sendo igual a 1000 kilobytes, e assim sucessivamente. O sistema operacional, por sua vez, considera 1 gigabyte como 1024 megabytes. Por esse motivo, o sistema vai sempre mostrar um valor quebrado para a capacidade do disco.

HD externo e interno

Esses dois tipos de discos rígidos não são diferentes. O HD externo nada mais é que um disco rígido convencional, que fica dentro de uma caixa — conhecida popularmente como case. No case existem conectores IDE/Sata e conectores de força para ligar o HD – esses conectores, por sua vez, estão ligados a um pequeno circuito de controle que permite a conexão com o PC através de um cabo USB ou Firewire do PC. Dessa forma, o HD externo é reconhecido pelo PC como um pen drive.
Foto: Reprodução
HDs externos estão cada vez mais baratos. (Foto: Reprodução )

Uma grande vantagem é comprar um case com um HD de notebook. Por ser um disco rígido especialmente feito para equipamentos portáteis, ele é mais leve e compacto do que o modelo para computadores de mesa. Com dispositivos pouco maiores que uma carteira é possível carregar 180 GB ou 250 GB de dados.

Cuidados

O HD é um dispositivo complexo, com um mecanismo de leitura feito por um braço controlado por um motor. Por conta dessas características, é importante tomar alguns cuidados, que descrevo abaixo.

– Evite impactos fortes no HD. Para tanto, manuseie sempre seu computador com cuidado, evitando que ele bata com força sobre qualquer superfície. Ao transportar o computador, coloque-o sempre em um lugar fixo e protegido por algum material acolchoado.

– Não coloque seu computador perto de imãs e outros dispositivos magnéticos. Apesar de o HD possuir uma carcaça de proteção, existe sempre o risco de o magnetismo gerar a perda dos dados.

– Certifique-se sempre da temperatura de seu HD. O calor é um inimigo deste dispositivo (ainda nesta coluna vou explicar como medir a temperatura do HD). Para saber qual a temperatura máxima que ele suporta, é importante ler o manual do fabricante (que também explicarei adiante).

Deixe seu Comentário